Tutoriais/Do KDE3 para o KDE SC 4

Jump to: navigation, search
This page is a translated version of the page Tutorials/KDE3 to KDE SC 4 and the translation is 100% complete.

Other languages:
català • ‎dansk • ‎Deutsch • ‎English • ‎italiano • ‎português do Brasil • ‎українська • ‎中文(中国大陆)‎ • ‎中文(台灣)‎
Note-box-icon.png
 
Nota
Esta página está desatualizada e a maioria dos problemas citados (USB automount, etc) não são mais válidos ou são resolvidos de outras formas. Sinta-se à vontade para dar sua contribuição.



SC 4? O que é isto? A comunidade KDE distribui um grande número de aplicativos nos pacotes do núcleo do sistema. Eles são conhecidos como a Compilação de Software do KDE, do inglês Software Compilation. Para facilitar, nós abreviamos isso para SC 4.

À primeira vista, parece que algumas funcionalidades que existiam no KDE estão faltando no KDE SC 4. De fato, muitas destas funcionalidades estão disponíveis, mas podem ser melhor abordadas de maneira diferente. Imagine uma placa de "Estrada Fechada" - você apenas seleciona uma rota alternativa. Isto foi o que aconteceu com diversas funcionalidades, por diversos motivos.

Um caso particular de "funcionalidade faltando" foi a migração do kcontrol para o systemsettings. Muitas das configurações do kcontrol eram relacionadas com aplicativos específicos. Estas configurações foram movidas para o aplicativo em questão, ao invés de estar no painel de controle geral.

Velhos amigos, novas maneiras

O kcontrol não existe mais

O KControl não existe mais. O aplicativo Configurações do Sistema, que possui o ícone de duas ferramentas cruzadas, o substituiu. Por padrão, ele usa uma visão em ícones, organizada em grupos. Você pode usar a opção Configuração (veja o ícone da chave inglesa) para alterá-la para a Visão Clássica em Árvore.

Criar ícones na área de trabalho

Usar uma área de trabalho clássica

No KDE SC 4 existem dois modos de área de trabalho, sendo que um deles deve ser o padrão em sua distribuição. Você pode alternar entre eles executando um clique-direito em sua área de trabalho, selecionando Configurações da área de trabalho (algumas distribuições chamam isso de Configurações de aparência) e escolhendo o Tipo -> Área de trabalho (para aqueles que gosta de uma área de trabalho limpa e espaçosa) ou Visão de pasta (que se comporta de maneira semelhante à área de trabalho do KDE3).

Uma abordagem diferente

Fara uma área de trabalho mais limpa, experimente usar o tipo Área de trabalho, com uma pequena visão de pasta no canto de sua tela (ela rola) para suas pastas de dados. Uma coisa legal é que se você passa o mouse sobre uma pasta ela desce pela árvore de diretórios de modo que você possa abrir um arquivo sem precisar usar um gerenciador de arquivos.
Note-box-icon.png
 
Nota
No 4.4 você tem que clicar na seta para cima para descer na árvore.



Além disso, ao invés de usar o menu para iniciar aplicativos, experimente digitar o nome (ou parte do nome ou função) no krunner (acessado usando o alt+F2 ou o menu do clique-direito (contexto) da área de trabalho). O Krunner faz uma pesquisa aproximada, de modo que se você digitar 'write' ele irá oferecer todos os aplicativos relevantes que você tiver instalado, talvez o kwrite, o openoffice-writer, o kword, ou ogoogledocs, e qualquer favorito relacionado, assim você não precisa se lembrar do termo muito precisamente.

Ou arrastar e soltar?

Você pode arrastar um ícone para a área de trabalho tanto do tipo Área de trabalho como na Visão de pasta. Você obterá opções adequadas ao tipo de arquivo. Por exemplo, se você arrastar e soltar uma imagem para a área de trabalho, será oferecido um visualizador (que abre o arquivo, sendo apresentados os ícones dos aplicativos relevantes, ou de remoção de arquivo - mover para a lixeira), a abertura numa moldura, ou a colocação de um ícone para ele na área de trabalho. Se você não ver uma opção de visualização, talvez precise instalar o kdeplasma-addons.

Outra função de arrastar-e-soltar do Dolphin é arrastar uma pasta para criar uma visão de pasta. Lembre-se que você pode dimensioná-la para atender as suas necessidades, fazendo uso de uma barra de rolagem. Você pode inclusive descer pela árvore de uma pasta apenas pairando o ponteiro sobre ela, assim abrir um arquivo é muito mais rápido do que abrir um gerenciador de arquivos para encontrá-lo.

Montagem automática de dispositivos USB

No KDE 3 você podia optar por ter os dispositivos montados automaticamente com o uso de um plugin. No KDE SC 4 isto não é o normal. Você monta manualmente, seja a partir do notificador de dispositivos, escolhendo uma ação, ou clicando no ícone do dispositivo no Dolphin. A partir do KDE SC 4.2 é possível usar um plasmóide notificador de dispositivos alternativo que suporta a funcionalidade de montagem automática. Você pode ler sobre isso aqui.

Abordagem alternativa:

Usuários avançados podem preferir estudar a criação de regras para dispositivos USB. A documentação pode ser encontrada neste guia para escrita de regras para o udev.

Note-box-icon.png
 
Nota
Estas duas soluções são medidas temporárias. A montagem automática pode ser restaurada em uma versão posterior.



Ocultar automaticamente painéis

Para obter isto clique no ícone de configurações do plasma (caju amarelo no lado direito do painel) e selecione configurar painel. Então em mais opções ative "ocultar automaticamente". A ocultação manual, como no KDE3, não é possível atualmente.

Mover mini-aplicativos no painel

No KDE SC 4 você deve acessar o painel de controle (use o ícone da caixa de ferramentas do plasma, o caju amarelo existente no canto direito do painel). Se você bloquear seus widgets (ou sua distribuição fizer isto por padrão) precisará primeiro desbloqueá-los. Isto pode ser feito a partir do menu do clique-direito na área de trabalho. Quando o cursor se mover sobre um widget (ou plasmóide) ele muda para a forma de um diamante. Use o cursor para arrastar cada widget para o seu novo local.

Encerre as modificações clicando no X em um círculo vermelho no painel de configuração e bloqueie seus widgets novamente se desejar (menu do clique-direito, como feito anteriormente).

Mostrar o nome da aplicação ao invés da descrição no menu K

O KDE3 permitia que você configurasse se deseja ver o nome do aplicativo (por exemplo, amarok) ou sua descrição (por exemplo, reprodutor de mídia). O KDE SC 4 sempre exibe somente a descrição e isto torna difícil encontrar aplicações.

Se você usar o 'Estilo de menu do Kickoff', você pode facilmente encontrar qualquer aplicativo digitando as primeiras letras do seu nome na linha de "Procurar" do Lançador de aplicativos. Uma vez que tenha encontrado você pode optar por adicioná-lo aos seus favoritos ou adicionar um ícone de lançamento ao painel ou à área de trabalho.

Se você não gostar do estilo 'clique em tudo' do Kickoff você pode tentar o Lancelot que possui a maioria das vantagens do Kickoff e alguns truques próprios.

Se você preferir o velho menu K, então clique o ícone do menu K e selecione Mudar para o estilo clássico de menu. Agora você pode configurar como mostrar os aplicativos no menu: clique direito no ícone K -> Configurações de Menu do lançador de aplicativos. Ative a opção Mostrar aplicativos pelo nome e clique OK. Está feito.

Dialog-information.png
 
Informação
Uma coleções de screencasts lhe auxilia a personalizar muitas das tarefas que você faz diariamente



Bluetooth

O BlueDevil integra seus telefones Bluetooth e tablets em seu espaço de trabalho Plasma


This page was last modified on 3 August 2015, at 01:36. Content is available under Creative Commons License SA 4.0 unless otherwise noted.